segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Poço das Ervas e Poço Negro

O poço escondido e protegido pela natureza com direito a uma travessia!

Poço das Ervas - Foto: Roberto Bessa
         Olá pessoal, hoje trago pra vocês o Poço das Ervas, porém não revelarei sua localização por dois motivos: Um pelo fato de estar em propriedade privada, outro porque é um local extremamente calmo, pois pouquíssimas pessoas conhecem e isso garante a integridade do local. Sei que algumas pessoas vão me criticar por não revelar o local, mas espero que entendam que existem locais que devem ser mantidos intactos, afinal a Natureza é para todos, mas infelizmente nem todos são para a Natureza!
         O poço é bem rasinho e de águas super limpas, ótimo para ir no verão quando o volume de água aumenta consideravelmente. Por se tratar de uma propriedade particular, é pouco frequentado então garante que o local sempre esteja sempre limpo. A partir do poço principal, é possível subir uma trilha até as pedras onde a água desce com um pouco mais de velocidade, mas que é possível sentar nas pedras e tomar um solzinho. Descendo chega-se à uma represa onde também é possível tomar um banho, mas tem que ficar atento para que a correnteza não leve você através da barragem provocando um acidente.
Poço das Ervas - Foto: Roberto Bessa
         Quanto ao local, vou descrever somente isso, pois como disse no início, é preciso manter esse local em sigilo, porque quero que as gerações futuras possam desfrutar de locais como esse. Quem quiser conhecer o local pode entrar em contato comigo, basta deixar seu e-mail nos comentários ou enviar um e-mail para mim (photosbessa@gmail.com).




Barragem, Poço das Ervas - Foto: Roberto Bessa

Barragem, Poço das Ervas - Foto: Roberto Bessa
         Uma coisa posso dizer para vocês, esse poço fica no Rocio e com isso a partir dele você pode fazer uma pequena caminhada até a Fazenda Inglesa, e nessa caminhada, você vai passar pelo Poço Negro que vale a pena dar uma passadinha, e este eu posso ensinar como chegar ok. Basta pegar a linha 101 Rocio na rodoviária do Bingen e pedir ao motorista para deixar você na entrada do poço Negro, pegue a rua a sua direita, quando você escutar um barulho bem forte de água fique atento a uma trilha discreta à direita descendo, basta seguir a trilha que logo você chega ao poço.

Poço Negro (Vargem Grande) - Foto: Roberto Bessa
         Os mais antigos dizem que houve morte nesse poço por conta dele ser muito fundo próximo à queda d’água, então é bom não arriscar. O poço negro é muito frequentado então o ideal é chegar cedo para encontrar um bom lugar para ficar.

Poço Negro - Foto: Roberto Bessa
Vale do Amor (28/12/2015)
Foto: Roberto Bessa
         Se você quiser continuar na caminhada até a Fazenda Inglesa (e vale a pena) basta seguir a rua sempre em frente. Se quiser conhecer o Vale do Amor, que é um “templo” a céu aberto, onde os bancos e púlpito são feitos de pedra e o tapete de grama, já descrevi mais a respeito quando fiz a trilha do Índio Coroado (vide aqui). O ponto de ônibus fica na rua principal antes de chegar à ponte.
         Espero que tenham gostado e lembre-se, fique sempre atento à cabeceira dos rios para não serem pegos por trombas d’água (há indícios de uma tromba d’água recente no poço negro) então vale a pena ficar atento para evitar acidentes. Espero vocês na nossa próxima postagem!!! Abraços!!!


Barragem localizada no caminho Rocio x Fazenda Inglesa
Foto: Roberto Bessa

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Circuito das Bromélias

Uma ótima pedida para o verão!

Poço dos Primatas - Foto: Roberto Bessa
         O verão chegou e nada melhor que um bom banho de cachoeira e poço né? Pois é, então essa semana trouxemos para você o “Circuito das Bromélias” que fica dentro do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO). O caminho é muito simples e bem fácil de fazer e ao longo dele existem vários poços e locais para banhos, vou destacar 3 principais aqui ok.
Foto: Roberto Bessa
         Em primeiro lugar, pra chegar até o circuito, basta ir até o Parque Nacional da Serra dos Órgãos localizado no bairro Bonfim em Petrópolis, depois de entrar pela portaria, basta seguir a única trilha até uma bifurcação. A partir dessa bifurcação você tem duas opções, começar pelo Poço Paraíso (entrando à esquerda) e seguir até o Poço dos Primatas pela trilha à direita no bambuzal, ou seguir pela direita pegando a trilha do Véu da noiva (que também é uma ótima opção para o verão, vide aqui) e entrar na próxima trilha à esquerda, descendo. Fizemos este segundo trajeto e será o que vou descrever.
         Pegando a trilha com a indicação “Poço das Duchas” vá descendo até chegar numa outra bifurcação com uma placa, seguindo pra direita, você chega até o Poço dos Primatas, é um poço de águas calmas e mansas que particularmente indico para crianças, porque em muitas partes do poço são de águas rasas. Voltando, antes de chegar a placa da bifurcação que você passou depois de descer, existe um mirante à direita que dá pra você observar o curso das águas.
Poço dos Primatas
Foto: Roberto Bessa
         Passando a placa, continue descendo e não deixe de observar as pequenas trilhas à sua direita, todas valem uma “chegadinha” para observar o curso das águas. Descendo mais, você irá passar entre duas pedras que parecem que foram cortadas de propósito e terá mais uma trilha à direita que te levará ao Poço das Duchas.
         O Poço das Duchas também possui águas mansas e é ótimo para refrescar o calor, no centro tem uma profundidade um pouco alta, mas nada tão perigoso. Próximo às pedras existe uma passagem por dentro da água que os mais corajosos vão e conseguem sair no Poço acima, mas tem que ter coragem!
Poço dos Primatas
Foto: Roberto Bessa
         Por último, o mais famoso deles que é o Poço Paraíso, é o mais frequentado por ficar apenas a 5 minutos da portaria do parque, possui águas calmas e é o mais indicado para quem não sabe nadar, pois dá pé em sua maior parte. Só não recomendo muito para quem busca um pouco mais de paz e sossego, porque na época do verão costuma ficar muito frequentado.
         Uma ótima opção, como já havia mencionado anteriormente, é a cachoeira Véu da Noiva, como já descrevi no blog duas vezes, vou deixar os links aqui em baixo para quem se interessar no roteiro, vale a pena, ainda mais no verão que o volume de água aumenta consideravelmente.
         Se divertir na Natureza é ótimo, mas é preciso ficar atento às “Trombas D’Água”, então se você ver nuvens mais carregadas no topo das montanhas, saia, porque pode ter consequências fatais, mas isso não é motivo para você não se divertir ok! Só fique atento!!!
Poço dos Primatas
Foto: Roberto Bessa
         Espero que vocês tenham gostado e desejo que todos aproveitem o verão o máximo que puderem, mas respeitem seus limites e principalmente respeitem a Natureza, ela é nossa e dependemos muito dela! NÃO RETIREM PEDRAS, PLANTAS OU ANIMAIS E PRINCIPALMENTE LEVE SEU LIXO COM VOCÊ! A Mãe Natureza agradece e nós também! Até a próxima!




Placa que marca a chegada na bifurcação do poço dos primatas
e poço das Duchas - Foto: Roberto Bessa
Poço das Duchas - Foto: Roberto Bessa
Poço das Duchas - Foto: Roberto Bessa
Poço Paraíso - Foto: Roberto Bessa
Poço Paraíso - Foto: Roberto Bessa
Poço Paraíso - Foto: Roberto Bessa
Poço Paraíso - Foto: Roberto Bessa

Bromélias que dão nome ao circuito - Foto: Roberto Bessa

Bromélias que dão nome ao circuito - Foto: Roberto Bessa


Bambuzal da entrada do Poço Paraíso (lindo né!)
Foto: Roberto Bessa

Trecho inicial da trilha (PARNASO) - Foto: Roberto Bessa

Vídeo: