segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Trilha do Índio Coroado - Fazenda Inglesa x Araras

Capela ao ar livre - Foto:
Roberto Bessa

Trilha do índio Coroado (Mata Cavalo)

Chegada à Santinha, entrada da trilha -
Foto: Roberto Bessa
     Olá pessoal, hoje fizemos a Trilha do Índio Coroado, ou também como é conhecia, a trilha do Mata Cavalo. Trilha muito boa, fácil e de orientação sem errada. A trilha em si, começa no finalzinho da rua onde tem uma santinha, mais a frente, a esquerda está a entrada da trilha, a parte mais cansativa é subir a rua (rsrsrs). 
     Chegando na Santinha, se você quiser (e vale muito a pena), você pode continuar subindo a rua, e no finzinho, tem uma capela ao ar livre num lugar paradisíaco, ela ainda está em construção, mas vale muito a pena você gastar uns 20 minutinhos pra desfrutar do lugar! Só conhecemos o lugar por conta de uma galerinha muito simpática que estava andando de bike por lá e nos indicou ok!
Galerinha da bike 
     Voltando à trilha, não tivemos problema nenhum, é muito bem marcada e não tem como se perder, mas eu não aconselho ir no fim de semana porque ela é muito utilizada pelos trilheiros de moto, e como é estreito o caminho, com certeza você não vai saber o que fazer se topar com uma moto, e nem o motociclista (rsrsrs).
     A natureza, é sempre constante durante todo percurso, muitos animais, principalmente pássaros, mas o motorista do ônibus que pegamos disse que aparecem muitas cobras pelo caminho, mas não vi nenhuma (infelizmente), mas é sempre bom ter cuidado. No mais, aconselho a todos que façam essa trilha, e pode levar criança, pois a dificuldade é quase nenhuma ok.

Como chegar:

Rua de subida da trilha - Foto:
Roberto Bessa
     Pra fazer essa travessia, você obrigatoriamente vai ter que ir de ônibus, pois se trata de uma travessia né. Você tem que pegar o Fazenda Inglesa (122) e saltar no ponto final, assim que você descer, vai ver logo a frente uma ponte a sua direita, passe por ela e suba a segunda rua a sua direita, siga até o final onde você verá uma gruta de pedra e uma santinha a sua esquerda, a trilha se inicia um pouco mais a frente. No final da trilha, desça a rua e mais a frente estará no ponto final do ônibus que vai te deixar no terminal Corrêas. Aproveite a Natureza e boa travessia!


Foto: Roberto Bessa
Marcas das motos - foto: Roberto Bessa
Marcas das motos - foto: Roberto Bessa
Marcas das motos - foto: Roberto Bessa
Água limpinha - Foto: Roberto Bessa
Foto: Roberto Bessa
Video:



Apoio:










quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Feliz Natal!

Feliz Natal com Jesus!

Feliz Natal com Jesus!
     Natal é a comemoração do nascimento de Jesus, nunca podemos esquecer disso! Quero desejar a todos um feliz Natal! Quero agradecer à todos que fizeram parte das nossas aventuras este ano, e dizer que não paramos! Ano que vem estaremos ai, com mais fotos e aventuras pra você!!!
     Meus votos de Feliz Natal, com muita paz, saúde e felicidade, por que o Natal é de Jesus!


segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Pedra do Retiro

Foto: Roberto Bessa

Pedra do Retiro: Adrenalina pura!

     Olá pessoal, hoje fomos na Pedra do Retiro, e o subtitulo da matéria diz que foi adrenalina pura, porque embora eu seja montanhista, tenho muito desconforto com partes muito expostas e encontramos isso por lá. 
     Bom, a caminhada começa depois de um muro que separa nada de coisa nenhuma, ai você sobe uma trilha bem marcada e ingrime a sua esquerda, o início é bem pesada a subida, mas a medida que vamos subindo ela se torna mais tranquila. Não foi muito fácil subir uma pequena lage de pedra, pois ontem teve uma chuva um pouco forte e as pedras estavam molhadas, e por isso tive um pequeno contratempo pois dei um jeito na coluna. Então, procure ir em épocas mais secas!
     Subindo a rua, lá no início, um simpático cachorro nos guiou a trilha toda, ele é um excelente guia, pois nos esperou sempre para não nos perder, e quando pegávamos o caminho errado, ele voltava pra nos chamar.
     A vista vale todo sacrifício de subir aquele inicio íngreme e passar por parte muito, digo, muito descampadas. Temos vários pontos de mirantes, mas a vista do final da trilha é muito fantástica! Sem contar que podemos ver, todas as montanhas de Petrópolis, a vista rende (e rendeu) muitas fotos maravilhosas! Não deixe de ir!!!

Como Chegar:

Início da Trilha - Foto: Roberto Bessa
     Você deve pegar o ônibus para o Moinho Preto (129 / 139) ou o Fazenda Inglesa (122), e pedir pra parar na toca do coelho, mas tem motorista que não conhece o lugar, então, você pode pedir pra parar na Águas do Imperador, e voltar um pouco a rua, logo você verá uma ruazinha de paralelepípedo, suba ela, e lá em cima tem uma outra rua de concreto ao lado de um curral, à sua direita tem uma trilha muito bem marcada e toda cercada, andando um pouquinho, tem o tal muro que é no meio do nada, ele tem uma árvore caída por cima, você passa ele e mais uns 2 passos a frente surge à esquerda a trilha bem íngreme e bem marcada! Divirta-se, e se você der sorte, o cachorro vai guiar vocês!
Obs.: Apelidamos o cachorro de montanhista, se ele seguir você e te guiar, dê água e algo pra ele comer, ele merece!
 Boa trilha!

Entrada da toca do coelho - Foto: Roberto Bessa

Nosso guia, montanhista - Foto: Roberto Bessa

Foto: Roberto Bessa

Felicidade do montanhista - Foto: Roberto Bessa

Foto: Roberto Bessa

Foto: Roberto Bessa

Foto: Roberto Bessa

Vista Maravilhosa - Foto: Roberto Bessa


Apoio:

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Tapera do Morin


Tapera do Morin, não concluímos infelizmente:

Vista do cume - Foto: Roberto Bessa
Entrada da trilha - Foto: Roberto Bessa
     Olá pessoal, infelizmente não seu pra gente concluir a travessia, pois talvez a trilha seja pouco utilizada e acabou se fechando em algum ponto. Até onde fomos, o visual valeu muito a pena, é muito agradável a montanha e cheia de uma vegetação surpreendente, uma paz que é sem igual. 
     A caminhada se inicia, numa ruazinha de pedra próximo ao número 540 da Rua Flávio Cavalcanti no Caxambú em Petrópolis, o pessoal local conhece o lugar como fazendinha, então quando você for (não deixe de ir), peça a um morador que estiver no ônibus (470 ou 135) para ele te indicar onde fica a "Fazendinha".
     A subida é suave no primeiro momento, depois começa a ficar bem forte e você terá que tomar cuidado, pois existem muitas pedras soltas, o que dificulta a subida e piora na descida (que foi nosso caso, já que não completamos o percurso da travessia). Quando você sobe, um pouco a frente à esquerda, tem uma pedra no alto e uma cerca, se você quiser subir, vale o visual. Seguindo a trilha tem um plator que também tem uma vista muito linda e é um bom lugar pra descanso. Seguindo a subida, você vai chegar numa crista e depois em outro plator (que foi o máximo que chegamos), a vista é maravilhosa, pra quem gosta de fotos, é um lugar perfeito para isso, e se você quiser explorar mais um pouco, você desce à sua sua esquerda e pega outra subidinha à frente, vai ter outra crista, que deve ser o caminho para travessia, mas não achamos então curtimos a natureza e a paisagem. Você também pode pegar uma trilha que desce à direita e vai te levar para uma outra crista que tem uma vegetação rasteira linda, porém nessa não fomos muito longe. 
     No geral, eu e Sr Roberto gostamos muito, porque a natureza é fantástica por lá, mas infelizmente encontramos dois rapazes caçando passarinho e muita sujeira por conta de pessoas que vão fazer macumba por lá (nada contra a crença religiosa ok) mas infelizmente é algo que não queria ver, nossa missão é preservar o meio ambiente!


Vista do platô - Foto: Roberto Bessa

Vista para o Morro do Cortiço - Foto: Roberto Bessa

Vegetação da Tapera - Foto: Roberto Bessa

Foto: Roberto Bessa

Vista do Platô - Foto: Roberto Bessa 

Foto: Roberto Bessa

Foto: Roberto Bessa

Isso eu não aprovo, devemos respeitar a Natureza
Foto: Roberto Bessa



Apoio:


domingo, 13 de dezembro de 2015

Exposição de fotos "Trilhas e Montanhas de Petrópolis"

     Olá pessoal, quero convidar a vocês para minha exposição de fotos na Galeria Aloísio Magalhães que se iniciará no dia 09 de Janeiro de 2016 até o dia 31 do mesmo mês! A abertura será no dia 8 de Janeiro às 19 horas aguardo vocês!
Abraços!




Apoio:


terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Se preparando pra mochilar

Alguns equipamentos básicos:

Foto: Roberto Bessa
     Bom, essa semana vou trazer pra vocês uma breve e rápida explicação sobre o que levar e como levar pra caminhar quanto pra acampar. Dicas de mochilas, qual a melhor opção e muito mais, vamos lá ok!
     Eu separei uns kits básicos de algumas coisas que transporto quando saio pra fazer uma caminhada longa, pra montar esses kits, temos que levar em consideração o modelo e capacidade da mochila. Para caminhadas curtas, eu costumo ir com uma mochila da Trilhas e Rumos Crampon 38, que é uma mochila relativamente boa pra uma aventura de no máximo 4 horas de caminhada, e no meu caso ela acaba sendo pequena porque transporto equipamento de fotografia comigo. Ela torna-se ideal, quando vai mais uma pessoa para me ajudar com o transporte de alimentação, ai essa mochila se torna ideal pra caminhada! Pra caminhadas acima deste tempo, estou usando uma mochila Trilhas e Rumos Caminhada 50, ela me dá uma versatilidade bem maior, porque posso carregar os kits básicos de caminhada mais equipamento de fotografia (cabe até o tripé da câmera). Na última aventura fui com ela e proporcionou uma grande versatilidade pra mim, já que não tive ninguém pra me ajudar com transporte.
     Nunca saia pra caminhar sem uma lanterna, sem água e sem um kit de primeiros socorros, e nunca saia sem planejamento! Isso é o básico para uma excursão bem sucedida ok. Eu também não saio sem um anorak, mesmo com tempo firme, se subir em uma montanha, as vezes o vento pode ser muito frio independente do céu estar encoberto ou não, e ninguém deve desafiar o frio! Abaixo listei o básico que eu levo nas excursões, não levo somente o que está listado, mas esse é o básico para uma caminhada bem longa de 1 dia ou mais:

Material Quantidade
Kit Cozinha:
Pederneira 1
Isqueiro 1
Fogareiro 1
Kit panelas 1
Talheres 1
Sal 1
Açúcar 1
Abridor de lata 1
Água p/ cozinhar 1
Água p/ consumo 2
Kit Sobrevivência
Lanterna de mão 2
Pilhas extras 6
Lanterna de cabeça 1
Cordeletes 0
bussola 1
Mapas e Croquis xxx
Mini pá 1
Altímetro 1
Relógio 1
Canivete 1
Faca 2
Anorak 1
Kit higiene 
Sabonete 2
Escova de dente 1
Pasta de dente 1
Lenço umedecido 1
Papel higiênico 1
Saco plastico 5
Kit Primeiros socorros
Própolis 1
Água oxigenada 1
Gase 1
Band-aid 10
Álcool gel 1
Tesoura 1
Esparadrapo 1
Kit Vestuário
Camisa 3
Calça 3
meias 4
Cuecas 3
Bota  2
Segunda pele 1


Apoio cultural: